Prana

Em homenagem ao carnaval, vou falar de um lugar do Rio, que conheci agora, da ultima vez que fui visitar!

prana comida vegetariana

Parece que o restaurante tem há um tempo, pois venho escutando das pessoas o quão maravilhoso que é. De qualquer maneira, não deve ser mais que uns 4 anos, então já tá bastante estabelecido. Vendo o site, e as pessoas que trabalhavam lá, dá pra ver que é um povo jovem, animado, todo alternativo, desses que no Rio agora falam gratidão, quando a tia velha aqui iria falar obrigado. A moça que nos atendia era tão simpática, que ficou contando estória da familia dela, e como o pai, ou mãe era vegetariano. Ela fez questão de pontuar que ela em si, não era. E eu achei estranho que alguém não vegetariano trabalhasse num lugar que fosse; mas ai pensei em seguida, que muito provavelmente nos outros lugares que já fui na vida, não necessariamente as pessoas fossem vegetarianas. Elas só não ficavam anunciando. Enfim.

Um ponto importantíssimo pra contar sobre o Prana é que ele é mini. Tem tipo 10 lugares pra sentar dentro (no ar condicionado) e na hora do almoço fica fila. Eles dizem que a maior parte do movimento é de entrega, então quem for sortudo de morar perto do Cosme velho e Laranjeiras, liga lá!

O esquema deles é bem simples: um prato lacto vegetariano e um prato vegano. Servem salada de entrada e doces do dia (a ver na vitrine) de sobremesa. Servem também sucos e chás. Sem refrigerantes, mas cerveja, sim. Artesanal, obvio! A variedade muda todo dia. Os preços são por volta de 30 RS o prato. Acho OK, considerando que é Rio e a comida é sofisticada, além de muito provavelmente usarem ingredientes de super qualidade (eu procurei na pagina deles, mas não dizem nada a respeito).

No dia que fui, os pratos eram acarajé e torta de grão de bico. Eu fui com minha tia e minha mãe, entao pedimos eu e tia o acarajé e minha mãe a torta. Bom, sobre o acarajé: é engraçado, que comi nessa semana 2x antes. Isso faz essa vez do prana a 3a na semana! Isso eu fui num lugar vegetariano ali perto, num co-working space perto do Mercado São José e depois numa feira vegana, também no Cosme Velho, na casa do Minho. Fiquei então com a impressão que: 1) Laranjeiras / Cosme Velhos é super vega e 2) Vega no Rio come acarajé (e coxinha de palmito de jaca, outra iguaria muito popular, pelo que vi).

No prana, claro, era tudo mais gourmetizado. O Acarajé vinha com couscous marroquinho e shitake e tinha um rolinho tailandês com molho de maracujá e o prato com torta de grão de bico vinha com outro hit do Rio, os tais dos dadinho de tapioca, onipresentes dos botequins hipsters com cerveja artesanal. Eu achei tudo muito bom, mas o que mais gostei foi o molho de maracujá. Achei que rolinho tailandês não combina com acarajé, meio que os 2 têm sabores muito marcantes, ficam meio que brigando. Mas isso é minha opinião.

De qualquer maneira, a visita vale muito a pena. Depois disso, vai caminhar na praia e curtir um dia feliz!

prana comida vegetariana

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s